Dúvidas Frequentes

O que é cirurgia refrativa?

É o procedimento que tem como objetivo corrigir erros refrativos (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia) para reduzir ou eliminar a necessidade do uso de óculos e lentes de contato. A cirurgia pode ser feita pela aplicação de diferentes técnicas cirúrgicas. As mais utilizadas são o lasik e o prk.

É possível fazer a consulta, exames e se submeter à cirurgia no mesmo dia?

Sim. Possuímos uma estrutura que poderá atender a esta necessidade, porém o paciente deve saber que passará a maior parte do dia no interior do hospital.

Possuo um alto grau de miopia. Será que a cirurgia resolverá o meu problema?

Com a cirurgia a laser pode-se operar miopias de 0,75 até 12 graus. Existem outras técnicas que poderão ser aplicadas em graus maiores.

Nos casos de hipermetropia a cirurgia é indicada?

Com o equipamento de laser de última geração como o do Instituto de Olhos Reynaldo Rezende, é possível operar até 6,0 graus, principalmente se estiver associado a astigmatismo negativo. Em graus antes impossíveis de operar como +6,00 – 4,00 x 180°, hoje temos excelentes resultados. No entanto, tudo depende de outros exames pré-operatórios.

O astigmatismo combinado com a miopia traz bons resultados?

Sim. Tanto o astigmatismo puro quanto o combinado com a miopia, dependendo do grau, traz bons resultados. Porém, o médico fará a avaliação precisa considerando o grau, a espessura e outras medidas da córnea.

Sendo um procedimento cirúrgico tão rápido, é seguro?

É importante o paciente saber que todo procedimento cirúrgico tem riscos. Porém, no caso da cirurgia a laser, o grau de risco é extremamente baixo. O equipamento de laser tem recursos tecnológicos que o tornam um dos mais seguros e precisos da atualidade.

Devo usar óculos após a cirurgia?

Se o intervalo entre a cirurgia de um olho e outro for grande, é necessária a troca da lente dos óculos de grau por uma lente sem grau para o olho que estiver operado ou utilizar lentes de contato provisoriamente no olho não operado. O uso de óculos escuros de boa procedência, proporciona maior conforto no pós-operatório.

Que tipo de anestesia é usada?

A anestesia é tópica, feita apenas com quatro gotas de colírio poucos minutos antes da cirurgia.

Sentirei dor na cirurgia?

Independente da técnica cirúrgica (lasik ou prk), a maioria dos pacientes relata somente certo desconforto, como sensação de areia nos olhos e lacrimejamento, pálpebras inchadas e olhos discretamente vermelhos que desaparecerão rapidamente. No prk, o desconforto pós-operatório é, normalmente, maior que no lasik. Alerta-se que é de extrema importância utilizar os medicamentos de acordo com a prescrição médica.

Posso voltar às minhas atividades normais de trabalho e cotidiano no dia seguinte?

Normalmente no femto- lasik a visão é normal no dia seguinte para a maioria dos pacientes 
No PRK, o desconforto é maior .


A visão proporcionada pelo femto- lasik nos primeiros dias é muito superior à do PRK.
Tanto o femto- lasik, quanto o PRK ao final de semanas terão visão equivalente ( o excimer laser é que faz a correção é a mesma programação nas duas técnicas).

Tenho acima de 40 anos e uso bifocais para corrigir meu grau de longe e de perto. A cirurgia vai resolver meu problema?

A cirurgia a laser pode corrigir a miopia, hipermetropia e astigmatismo em pacientes com presbiopia (popular vista cansada). Acima dos 40 anos, caso o grau seja totalmente corrigido para longe em ambos os olhos, o paciente necessitará de óculos para a leitura.

 

A forma mais utilizada para eliminar ou diminuir a necessidade dos óculos para perto com a cirurgia a laser, é denominada monovisão, a mesma utilizada no setor de lentes de contato. Para isso, corrige-se totalmente o grau do olho dominante para focalizar longe e o outro deixa-se um pouco míope, para dar visão para perto.

 

A pequena diferença de grau entre os olhos é, em geral, rapidamente compensada pela adaptação cerebral. A visão para perto fica ainda melhor nos hipermétropes, por causa da asfericidade da córnea, promovida pelo laser. Se a pessoa costuma fazer leitura prolongada, recomendam-se óculos complementares para letras muito pequenas, principalmente em condições de baixa iluminação.

 

A cirurgia a laser para tratamento multifocal da córnea, com a finalidade de proporcionar a mesma visão que os óculos multifocais está em estudos mas ainda não apresenta bons resultados. Em pacientes com graus elevados ou com catarata inicial, pode-se indicar a substituição do cristalino por implante de lentes multifocais, que proporcionam boa visão para perto e para longe.

Poderei praticar esportes após a cirurgia?

Depende da modalidade do esporte. No caso de natação é recomendável não praticar pelo período mínimo de um mês. Quando não existe contato físico, é possível praticar esportes após uma semana. Nas demais modalidades (futebol, vôlei, basquete, etc.) Pode-se praticar após um mês, mesmo assim, tomando cuidado extremo para não atingir os olhos.

Sou usuário de lentes de contato. Posso usá-las até o dia da cirurgia?

Não, devido às alterações que as lentes de contato podem provocar na córnea. É aconselhável retirar com antecedência, conforme abaixo:

  • Lentes gelatinosas – uma semana;

  • Lentes rígidas gás-permeáveis – duas semanas;

  • Lentes rígidas de p.m.m.a – um mês.

 

Quais as vantagens da cirurgia a laser?

A cirurgia refrativa proporciona para o paciente:

  • Mais conforto;

  • Não há necessidade de tampão ou curativo;

  • Não há necessidade de pontos;

  • Anestesia com colírio;

  • Não há necessidade de internação;

  • A duração média da cirurgia é de 15 minutos, mas a aplicação do laser é somente alguns segundos, de acordo com o grau a ser tratado;

  • A pessoa poderá trabalhar no dia seguinte à cirurgia, dependendo das condições do ambiente de trabalho (sem poluição) e se sentir apta às atividades. Há casos em que óculos ou lentes de contato continuam sendo o melhor recurso. Em torno de 5% dos casos pode haver grau residual, que necessita nova aplicação de laser.

Quanto tempo dura a cirurgia?

A duração média da cirurgia é de 15 minutos, mas a aplicação do laser é somente alguns segundos, de acordo com o grau a ser tratado

O que é femto- lasik personalizado ?

A associação de dois lasers , o femto laser para realizar o flap com muita precisão e depois o excimer laser para fazer a correção refrativa personalizada , proporciona o melhor para o paciente.


São dois lasers trabalhando consecutivamente.
O termo personalizado referência a que além do grau principal ( miopia, hipermetropia e astigmatismo) cada olho tem também alterações no sistema, que são as aberrações de alta ordem que são medidas com o aberrômetro ).

O que é o femto LDV Z6?

O Instituto de Olhos Reynaldo Rezende oferece a mais avançada tecnologia para correção visual a laser através do laser de femtosegundos femto LDV z6, um equipamento revolucionário tanto na área da cirurgia refrativa, transplantes de córnea, anel intracorneano e catarata. 

 

O femto LDV z6 é um laser que permite realizar a cirurgia refrativa pela técnica do lasik totalmente a laser (“all laser lasik”), sem a necessidade do uso de lâmina. A precisão é extremamente alta, o que permite confeccionar discos (flaps) mais finos e uniformes, preservando melhor a estrutura corneana do paciente. As bordas do disco são muito bem delimitadas, aumentando a sua estabilidade e resistência a traumas. Possibilita também confeccionar discos com diâmetros maiores, permitindo áreas amplas de tratamento na hipermetropia e nos tratamentos personalizados. 

 

O benefício para o paciente inclui precisão na correção do grau, melhora na qualidade visual e menor incidência de brilho, principalmente em ambientes pouco iluminados. Além disso, o laser de femtosegundos reduz o risco de complicações durante a cirurgia do lasik. O tempo para a confecção do disco é cerca de 30 segundos.

O que é lasik?

O lasik é a técnica mais utilizada no mundo para correção de graus a laser, tanto para miopia, quanto hipermetropia, astigmatismo, e alguns casos de presbiopia. É realizado um corte ultrafino na camada anterior da córnea, o que permite a aplicação do laser na sua camada interna. Sendo assim, há menor superficie a cicatrizar, menos desconforto no pós operatório e a recuperação visual costuma ser rápida.

O que é prk?

No prk a correção do grau é realizado através da aplicação do laser na superfície da córnea. Este tratamento é indicado para pacientes que tem córneas mais finas, assimétricas ou são pacientes em geral mais jovens. É uma técnica muito segura, porém a recuperação visual é mais lenta. No pós operatório é fundamental evitar a exposição dos olhos ao sol por um período de 1 ano após a cirurgia.

O que é ptk?

O ptk (ceratectomia fototerapêutica) é uma forma de tratamento da superfície corneana utilizando o excimer laser com remoção uniforme de tecido. É indicado para o tratamento de doenças corneanas superficiais do epitélio e estroma anterior, como por exemplo, erosões recorrentes do epitélio, cicatrizes corneanas e distrofias. Além de remover as opacidades pode ser utilizado para regularização da superfície. Desta forma, o ptk é uma alternativa à remoção manual e aos transplantes de córnea.

O que são lentes fácicas (altos graus)?

As lentes fácicas de artisan ou artiflex são implantadas nos olhos, fixadas na íris (cor dos olhos), com objetivo de corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo quando a cirurgia refrativa a laser não pode ser realizada. Isso geralmente ocorre em graus mais altos e córneas mais finas. Essas lentes possibilitam correção de aproximadamente 20 graus de miopia, 10 graus de hipermetropia e 7 graus de astigmatismo. Elas têm sido implantadas na europa desde 1986 e aqui no Instituto de Olhos Reynaldo Rezende.


A cirurgia é realizada com anestesia local, não havendo necessidade de internação e a recuperação visual inicia-se já nas primeiras 24 horas.

O que é miopia?

Miopia é uma condição na qual o olho é incapaz de enxergar à distância com clareza. Isso é devido ao formato do olho míope, em que a imagem se forma antes da retina. É normalmente tratada com óculos de grau, lentes de contato ou cirurgia a laser. As lentes corretivas não curam ou revertem a miopia, mas sim, compensam o erro de refração, fazendo com que a imagem foque sobre a retina.

O que é hipermetropia?

A diferença de tamanho do globo ocular torna difícil a focalização de objetos próximos de forma clara, na retina. A hipermetropia é bastante comum em crianças e, com o crescimento dos olhos, pode desaparecer. A hipermetropia é corrigida com óculos de grau, lente de contato ou, em determinados casos, com cirurgia a laser.

O que é astigmatismo?

O astigmatismo distorce e torna nublada a visão a qualquer distância. Grande número de casos de astigmatismo são congênitos (se nasce com ele) e permanecem sem se modificar durante a vida. Astigmatismos pequenos são comuns e podem aparecer em qualquer período da vida, não sendo necessário usar óculos ou lentes de contato, a menos que tragam sintomas. Os óculos para astigmatismo podem, em alguns casos, distorcer a imagem periférica e trazer sintomas de adaptação dos óculos (tontura, enjôo, sensação de estar andando numa ladeira). Existem lentes e cirurgia a laser que melhoram a visão da pessoa com astigmatismo.

O que é presbiopia?

A vista cansada ou presbiopia é a perda natural e progressiva da capacidade do olho em focalizar objetos. A vista cansada acontece normalmente a partir dos 40 anos, porque com o passar do tempo, o cristalino (a lente interna do olho) perde a flexibilidade necessária para o ajuste do foco. Desta maneira, pessoas que nunca usaram óculos passam a necessitá-los para leitura e pessoas que já os utilizavam, muitas vezes, necessitam de óculos multifocais. As únicas pessoas que não precisam de óculos de leitura após os 45 anos são os míopes, poís estes tem o foco da visão naturalmente para perto.

Qual é o preço da cirurgia a laser?

Para consultar o valor da cirurgia refrativa e condições de pagamento, entre em contato pelo telefone (16) 3797-8777.

Retina, o que é?

A retina é formada por 10 camadas de células dentre elas neurônios e reveste a parte mais interna do olho. A Retina é responsável por captar o estímulo luminoso e enviar pelo nervo óptico até o cérebro que processa a informação no que chamamos de “visão”.

 

A retina ainda não pode ser transplantada ou “trocada”, por isso qualquer dano que ocorra com ela, pode ser irreversível. Doenças da retina podem ser graves e, se não tratadas a tempo, podem levar a uma cegueira irrecuperável.

O que é Vitrectomia posterior?

A vitrectomia posterior ou também conhecida como vitrectomia via pars plana, é a cirurgia ocular mais comumente utilizada no tratamento das doenças de retina e vítreo podendo ser realizada junto com a cirurgia para remocão da catarata (facoemulsificação).

A duração da cirurgia varia dependendo da patologia e da gravidade de cada caso.

É realizada sob anestesia local mais sedação para maior conforto do paciente, ao final da cirurgia o segmento posterior do olho é preenchido com solução salina, ar, gás especial ou óleo de silicone, dependendo da doença em tratamento.

Os pacientes que tiveram gás implantados nos olhos não poderão viajar de avião e ir a lugares mais altos (com grande diferença de altitude) até segunda orientação 4-6 semanas.

Os pacientes que tiveram óleo de silicone implantados nos olhos terão que realizar uma nova cirugia para remoção em aproximadamente 6 meses variando caso a caso. Enquanto ar, gás ou óleo de silicone estiveram presentes prejudicarão a visão.

Posição de cabeça após cirurgia retiniana:

Após realizar a cirurgia de vitrectomia as semanas seguintes são essenciais para a boa recuperação visual.

O óleo ou gás é mais leve do que água e portanto “bóia”.

O local principal da visão fica no fundo do olho, neste local que o gás ou óleo deve ficar em contato. Para que isso ocorra é necessário realizar a posição (cabeça olhando para baixo) muito importante para recuperação visual.

 

As principais indicações cirúrgicas são:

  • Descolamento de retina

  • Retinopatia diabética

  • Maculopatias cirúrgicas (buraco de mácula, membrana epirretiniana)

  • Complicações da cirurgia de catarata

  • Trauma

  • Sangramento no gel vítreo (hemorragia vítrea).

O que é Buraco de mácula?

O paciente com buraco macular nota dificuldade visual central e distorção das imagens. O exame fundamental para comprovar a existência do buraco macular e avaliar seu tamanho e características,). O exame mais importante é o OCT (Tomografia de Coerência Óptica) , sem o qual o diagnóstico pode ser equivocado

 

Como tratar ?

O tratamento do buraco macular é cirúrgico: Vitrectomia Posterior com remoção da membrana limitante interna e colocação de gás, Todos os pacientes evoluem para catarata após a cirurgia de buraco de mácula, por isso, em alguns casos, realizam-se ambas cirurgias no mesmo ato.

A cirurgia deve ser feita de forma precoce. Os casos inicias podem possuem chances maiores de recuperar a visão. Assim, é muito importante o diagnóstico e o tratamento precoces do buraco macular, para se alcançar o melhor resultado.

O que é membrana epirretiniana?

A Membrana Epirretiniana é uma doença comum que afeta homens e mulheres, sendo mais comum após 40 anos de idade. É caracterizada pela formação de um tecido muito fino que enruga a mácula que causa a baixa acuidade visual e a visão deformada (metamorfopsia).

O exame mais importante é o OCT (Tomografia de Coerência Óptica) , sem o qual o diagnóstico pode ser equivocado.

 

Como tratar ?

O tratamento é cirúrgico com Vitrectomia Posterior e remoção da membrana epirretiniana.

A cirurgia deve ser feita de forma precoce. Os casos inicias podem possuem chances maiores de recuperar a visão. Assim, é muito importante o diagnóstico e o tratamento precoces do buraco macular, para se alcançar o melhor resultado.

O que é descolamento de retina?

O descolamento de retina é a separação da retina de seu local de aderência no fundo do olho. Assim, a luz que penetra no olho não é captada o que resulta na diminuição da visão.

Os sintomas mais importantes do descolamento de retina são a perda visual central e/ou periférica súbita, como uma cortina escura. Os pacientes com flashes de luz ou floartes – moscas volantes, devem ser avaliados imediatamente.

 

Quando o paciente perceber subitamente esses sintomas, deve fazer um exame oftalmológico urgente, pois pode ser indício de roturas na retina, e devem ser tratados imediatamente com laser.

 

Como tratar ?

O tratamento é cirúrgico com Vitrectomia Posterior com o implante de gás ou óleo de silicone  alguns casos podem ser utilizada a Introflexão escleral associada ou isolada da vitrectomia.

A cirurgia deve ser feita o quanto antes, pois a medida em que a retina permanece descolada, as chances de recuperação são menores.

A posição de cabeça é fundamental no sucesso cirúrgico, reoperações podem ser necessárias no caso de descolamento recorrente.

O que é retinopatia diabética?

Os casos mais avançados de retinopatia diabética podem desenvolver sangramentos dentro do gel vítreo do olho (hemorragias vítreas) e/ou descolamento de retina tracionais ou mistos. Todos pacientes diabéticos necessitam ser avaliados no mínimo anualmente para tratamento precoce.

 

Como tratar?

O tratamento é cirúrgico com Vitrectomia Posterior.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Instituto de Olhos Reynaldo Rezende Telefone para contato: (16) 3797-8777  /  (16) 3610-3033 /  WhatsAspp (16) 99611-4768| Email: atendimento@iorr.com.br Rua Vicente de Carvalho, 662 | Vila Seixas - 14020-040 |Ribeirão Preto - SP

Este site segue as normas de Código de Ética do Conselho Federal de Medicina. | Diretor Técnico Médico Dr. Reinaldo L. O. Resende CRM-SP 20.313