Ribeirão Preto, 25 de Outubro de 2014

Descolamento de retina


A Retina

A retina é a camada mais interna do olho. Ela transforma a luz em imagem e envia a informação para o cérebro. Quando a retina é separada da coróide, outra camada interna da parede do fundo do olho, ocorre o descolamento de retina. A retina não funciona quando ela está descolada. O problema pode tornar- se muito sério, caso não seja tratado.

Deslocamento da retina

O que causa descolamento da retina?

O vítreo é uma espécie de gelatina transparente que preenche o globo ocular, firmemente preso à retina. Com o envelhecimento, o vítreo pode soltar-se sem que isto, obrigatoriamente, cause danos à visão. Entretanto, ao soltar-se, o vítreo às vezes rasga a retina (pode haver sangramento associado) em um ou mais pontos de maior aderência. Se isto ocorrer, o gel vítreo que se torna de consistência mais líquida pode passar pelo(s) rasgo(s), e provocar o descolamento da retina. Isto pode ocorrer espontaneamente, especialmente em indivíduos idosos. Se o descolamento for parcial, a visão pode perder a nitidez e formar uma mancha fixa no campo visual. Em caso de descolamento total, a visão pode desaparecer.
Apresentam maior risco de desenvolver descolamento de retina, as pessoas que possuem história de descolamento de retina na família e as que têm miopia. Acidentes que resultem em ferimento, pancada ou batida forte no olho, na face ou na cabeça podem, também, provocar descolamento de retina. A doença pode ser, ainda, causada por tumores, inflamações graves ou complicações do diabetes.


Deslocamento da retina Deslocamento da retina
Deslocamento da retina

Quais são os sintomas?

Sintomas precoces podem ser: flash de luz, moscas volantes, movimentação de substância no eixo visual, manchas fixas as quais não se movem à movimentação ocular. Estes sintomas indicam que o indivíduo deve procurar o oftalmologista para melhor avaliação do fundo de olho.


Qual a conduta quando há diagnóstico de descolamento de retina?

Caso um rasgo na retina seja encontrado, antes de ocorrer o descolamento, o tratamento deve ser imediato. O tratamento inclui aplicação de laser ou crioterapia, assim tentando prevenir um descolamento. Na maioria dos casos, isto irá prevenir a formação do descolamento. Entretanto, caso o fluido do gel vítreo caminhe para baixo da retina, levando a descolamento, é necessário uma cirurgia para tentar colocar a retina no seu local de origem. Existem vários procedimentos que podem ser utilizados.


Deslocamento da retina Deslocamento da retina

A introflexão escleral usa uma faixa de silicone ao redor do olho para empurrar a retina para a parede do olho. Muitas vezes, o médico drena o fluido que está preso sob a retina. Repouso com posição de cabeça adequado muitas vezes é necessário.


Deslocamento da retina

A vitrectomia consiste na remoção do gel vítreo e na substituição dele por uma bolha de gás que, depois, os fluidos corporais vão substituir novamente, aos poucos, ou por óleo de silicone o qual deverá ser retirado do olho após tempo suficiente de cicatrização da retina. Repouso com posicionamento de cabeça, por tempo determinado, pode ser necessário. Às vezes mais de um tipo de procedimento é utilizado de uma só vez. A técnica escolhida dependerá das características do problema e do dano ocorrido. As cirurgias de descolamento de retina são realizadas em centro cirúrgico sob anestesia local ou geral.


Deslocamento da retina Deslocamento da retina

Qual a chance de recuperação visual após uma cirurgia de descolamento de retina?

A recuperação é lenta e a visão pode levar meses para melhorar ou não retomar completamente dependendo de vários fatores, incluindo há quanto tempo a retina se apresenta descolada. O não tratamento cirúrgico do descolamento de retina leva a perda visual severa podendo evoluir para complicações futuras importantes como dor e atrofia do globo ocular. Noventa por cento (90%) dos descolamentos de retina são tratáveis cirurgicamente e resultam em melhora parcial da visão. A melhor maneira de se evitar o descolamento é consultar um retinólogo ao primeiro sinal de problema, especialmente indivíduos que possuam um ou mais fatores de risco como os míopes. Consultas de rotina com retinólogo ajudam na detecção precoce de áreas frágeis na retina que necessitem tratamento preventivo com laser.
A detecção precoce do descolamento de retina aumenta consideravelmente a chance de sucesso do tratamento.

Topo

Informe Legal

As informações contidas em nossa home page têm caráter informativo e educacional. O seu conteúdo jamais deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Em caso de dúvida, o profissional médico deverá ser consultado, pois, somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.

Desenvolvido por ARZ